Barra do Garças - Mato Grosso - Brasil
Domingo, 25 de fevereiro de 2018
Tamanho da fonte: A- A+ POLÍTICA
21/1/2017 21:54:17 - 155 Exibições

PONTAL DO ARAGUAIA - Gerson Rosa assume município endividado

Saldo devedor, que ultrapassa mais de R$ 1,5 milhões, coloca administração em situação crítica

Da Redação

Para colocar a população, vereadores e servidores a par da situação crítica em que encontrou o município, o prefeito Gerson Rosa convocou uma reunião de emergência, que foi realizada no dia 19 último, oportunidade em que expôs os diversos problemas encontrados e fez acordo com os servidores.

O recinto da Câmara Municipal estava lotado, quando o prefeito anunciou uma dívida de R$ 1,5 milhão de reais, além do atraso da folha de pagamento do mês de dezembro e o 13°, o que o obrigou a fazer o acordo de parcelamento dos salários que a ex-prefeita Divina Oda deixou de fazer.

Gerson disse se sentir magoado com a administração passada; “A pressão dos servidores para receber era grande e este acordo nos dá um tempo para que possamos colocar a casa em ordem”, disse o Tucano, que prosseguiu dizendo que os funcionários foram sensíveis e entenderam que não havia outro caminho.

Gerson disse também que não esperava que a ex-prefeita fizesse o que fez. “Ela não só prejudicou o município como também prejudicou todos os funcionários que estão passando dificuldades por essa omissão intencional”, colocou Gerson.

Foi colocado também que além de emperrar a máquina administrativa, a prefeita Divina Oda fez de tudo para atrapalhar a equipe de transição. “Diante disso tivemos que promover uma auditoria nestes últimos dias, oportunidade em que detectamos as dívidas e problemas deixados pela nossa antecessora. A folha de pagamento em um montante de R$ 589 mil fez com que tivéssemos de fazer esta negociação”, disse Gerson.

"Infelizmente a nossa ex-prefeita não cumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal e deixou a folha em atraso. Há também outras dívidas que estão inviabilizando a prefeitura neste início de mandato, pois estamos até mesmo, inadimplentes com a omissão dela", colocou Gerson.

O prefeito Gerson fez questão de relatar que “no último mês de dezembro o município arrecadou um montante de R$ 2,8 milhões e pagou R$ 2,7 em despesas, mas deixando o funcionalismo sem receber, que achamos uma maldade”, frisou.

“Diante deste grande problema fomos obrigados a conversas com os funcionários, explicar o que vem ocorrendo e fazer um acordo com os mesmos. Felizmente os servidores foram sensíveis, entenderam a situação e acredito que dentro de pouquíssimo tempo tudo estará normalizado”, voltou a colocar o prefeito Gerson

Para finalizar a sua fala Gerson foi incisivo ao colocar que além de deixar os funcionários sem receber, todos os maquinários da Prefeitura estão estragados. As estradas vicinais estão todas precisando de reparos e o centro urbano também precisando de cuidados.

“A Divina mora no Pontal, fez carreira política no Pontal, e não precisava ter feito o que fez com a Prefeitura, acabando com os maquinários, deixando a cidade abandonada e o funcionalismo sem receber. Acho isto uma maldade muito grande”, finalizou Gerson. 

Galeria de Imagens